#EleNão no show de Roger Waters em SP: aplausos e vaias



*Fotos: reprodução/Facebook e Twitter

Polêmico como deve ser um show de Roger Waters. A primeira apresentação da turnê "Us & Them", que aconteceu no dia 9 de outubro em São Paulo, trouxe questões políticas à tona ao apresentar a hashtag "#EleNão" e críticas do ex-Pink Floyd ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL).


Roger Waters fez críticas ao que considerou um ressurgimento do neofascismo no mundo e incluiu o presidenciável na listagem projetada no telão, que também mostrou nomes como Donald Trump e Vladimir Putin. "Eu sempre menciono os Direitos Humanos porque acredito neles", afirmou em seu discurso. Waters pediu "resistência" ao avanço do neofascismo e ainda se referiu às eleições brasileiras: 




"Vocês têm uma eleição importante em três semanas. Vão ter que decidir quem querem como próximo presidente. Sei que não é da minha conta, mas eu sou contra o ressurgimento do fascismo por todo o mundo. E como um defensor dos Direitos Humanos, isso inclui o direito de protestar pacificamente sob a lei. Eu preferiria não viver sob as regras de alguém que acredita que a ditadura militar é uma coisa boa. Eu lembro dos dias ruins na América do Sul, e das ditaduras, e foi feio".


Ao final da música Eclipse, a hastag "#EleNão" surgiu no telão e recebeu intensos aplausos de parte do público e também intensas vaias. O baixista ainda fará apresentações em mais 6 estados até o dia 30 de outubro, resta saber se vai manter a projeção da polêmica.  

Compartilhe!:

 
Copyright © Clássicos e Relíquias . Designed by OddThemes